Busca por conteúdo, posts e vídeos

CASO HENRY: O PERFIL AGRESSOR DE DR. JAIRINHO

Psicóloga fala sobre relações abusivas disfarçadas de amor que prejudicam a vida de crianças

‘’Todas as ex-mulheres com quem o legislador se relacionou anteriormente relataram comportamento padrão de violência em depoimentos. Observando esse perfil do agressor, é importante destacar que a violência verbal é antecessora da violência física. O agressor vai ficando nervoso por nada: ofende, menospreza, julga e critica a companheira desde o início do relacionamento com mudanças de atitude e certa agressividade nas palavras, anunciando problemas vindouros’’, comenta a psicóloga especialista em relacionamentos, Josiane Souza, destacando que o passado agressivo de Dr. Jairinho poderia anunciar agressões e violência.

Para a especialista, é extremamente necessário atentar-se a alguns sinais que eles apresentam geralmente no início da relação. ‘’Ciúme exagerado, monitoramento, moldar o outro, proibir de sair com os amigos, de vestir o que quer, e de ser quem de fato é são sinais que se apresentam logo no começo, mas que são desconsiderados por conta da paixão. Por estarmos entregues ao sentimento, é comum interpretarmos erroneamente o comportamento do parceiro como atitudes de amor, quando, na realidade, não é’’, pontua.

‘’Outro ponto importante é a violência sofrida pelas crianças. Infelizmente, muitos casos terminaram em morte. Crianças que são totalmente dependentes, frágeis, e que necessitam de atenção acabam pagando o preço por relacionamentos que as mães muitas vezes se permitem viver pela cegueira causada pela paixão. Para muitos é difícil aceitar que o dito maior amor na vida de uma pessoa – o filho – seria deixado de lado por alguém que visivelmente só faz a outra sofrer’’, comenta Josiane.

‘’As mulheres precisam ficar atentas. Pois, ao se expor à um relacionamento abusivo carregado de violência, você não está apenas se colocando em risco, mas também coloca em perigo a vida de seu filho que não possui nenhuma condição de defesa. Infelizmente, muitas mulheres que acreditaram que o parceiro jamais seria capaz de lhes tirar a vida, hoje não vivem mais. Se proteja, e proteja a vida de seus filhos. Pois quem ama não machuca, não agride, e não mata’’, finaliza.

Josiane Souza, psicóloga –  escritora de cinco livros e palestrante, Josiane atua na abordagem da psicanálise lacaniana, abordando assuntos que tratam o relacionamento abusivo e incentivando vítimas a deixarem o ciclo da violência. Josi possui uma vasta experiência em clínica. Especialista em terapia de casal, realiza um trabalho nas redes sociais com vídeos e artigos. Através do seu conhecimento tem ajudado milhares de seguidores a resgatarem seu amor-próprio e refletirem sobre seus relacionamentos.